Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Refúgio

Refúgio

30
Out18

Paris

Mafalda Fernandes

transferir.jpg

paris-noite6.jpg

 

Dezembro, nunca te quis tanto! 

Faltam apenas 37 dias para ir a uma das viagens da minha vida. Sim, eu vou a Paris. Vou á cidade do amor, á cidade que sempre sonhei ir e melhor de tudo ... vou com o meu amor, o meu mais que tudo.

Estou super ansiosa e não vejo a hora de entrar no avião e aterrar lá. Vamos ficar 5 dias, entre visitar os monumentos mais famosos, ir á Disneyland (pareço uma criança estérica á espera desse momento), vamos aproveitar para ver família. Família da parte dele, o meu "pedaço de céu na terra" nasceu em França. 

Planeei esta viagem na minha cabeça durante vários anos, nunca surgiu oportunidade e sinceramente pensei que nunca iria lá, mas como costumo dizer tudo tem o seu tempo, tudo acontece no seu tempo.

Hoje faz sentido para mim ir, faz sentido a data, faz sentido a viagem e faz sentido a pessoa que vai comigo. Que poderia eu pedir mais? Vou á cidade do amor com a pessoa que mais amo, que me completa. 

Quanto á Disney mal posso esperar por ver o fogo de artificio e tirar milhentas fotografias a tudo.

Vamos perto no Natal, dizem que nesta época do ano a cidade tem mais encanto, ( ah é verdade, vamos deixar o típico cadeado (risos)). Tenho muitas coisas idealizadas mas não sei ao certo o que esperar.

Já alguém foi a Paris ou á Disney que me possa dizer onde ir, onde comer, o que não posso deixar de visitar, entre outras coisas. 

Estou muito feliz, com a viagem, com ele e com tudo! 

4 comentários

Comentar post

Sobre mim:

Mafalda Fernandes, 24 anos, Técnica de Auxiliar de Saúde, mas apaixonada por tudo que envolve: viagens, livros. cinema, música, DIY, família e amor.

amor - união - felicidade:

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Redes Sociais:

FACEBOOK
INSTAGRAM

A ler:

"Prometo perder. Prometo por vezes fraquejar, por vezes cair, por vezes ser incapaz de ganhar. Nem sempre conseguirei superar, nem sempre conseguirei ultrapassar. Nem sempre poderei ser capaz de ir tão longe como tu me pedes, de te dar exatamente o que merecias que te desse. O que desesperadamente te quero dar. Nem sempre conseguirei sorrir, também. Prometo perder.(...)"